Steelcase, Ericsson e Sprint exploram potência do 5G para os espaços de trabalho

Mais uma geração das redes de telecomunicação está com os dias contados para alcançar os quatro cantos do mundo e promete fomentar uma sociedade cada vez mais conectada e ultra veloz. Enquanto o 2G, o 3G e o 4G nos permitiram evoluir da comunicação por SMS a transmissões online, o 5G promete ser 20 vezes mais rápido que a última geração de redes, dará vida aos carros e máquinas autônomas e permitirá façanhas como permitir que cirurgiões operem à distância.

Na arquitetura, a tecnologia já é capaz de transformar os locais de trabalho em espaços mais conectados e inteligentes. É o que a Steelcase em parceria com a Ericsson e a Sprint estão estudando, em parceria. Enquanto a Steelcase continua investigando como a IoT, a computação em nuvem e o big data transformam a nossa maneira de trabalhar, o trio trabalha para implantar o 5G da Sprint no Atlanta WorkLife Center. Segundo Steve Miller, CIO da Steelcase, o trabalho com o 5G em Atlanta dará à companhia a oportunidade de descobrir como o avanço mudará os comportamentos no trabalho.

5G + arquitetura, na prática
Em entrevista à Steelcase, Miller diz ainda que o 5G tem o potencial de melhorar a precisão, simplificar a entrega e permitir mais agilidade ao nosso dia a dia, fatores que impactam diretamente o nosso trabalho. Para o CIO da empresa, o 5G e a IoT terão um grande impacto sobre como a IA, a realidade virtual e a realidade aumentada serão adotadas no local de trabalho. Na Steelcase WorkLife em Atlanta, os testes já estão sendo feitos para obter instalações mais confiáveis e intermitentes, sem os pesados e caros cabos Ethernet.  

O trabalho vem para aprimorar as soluções que a Steelcase e a Ericsson já fornecem com a ajuda da IoT para o local de trabalho com a colaboração da Sprint em termos de tecnologias de suporte para apontamentos digitais e programação de salas.

Indústria em foco
Segundo Kiva Allgood, chefe de IoT, tecnologias e novos negócios da Ericsson em entrevista à Steelcase, a colaboração entre o trio está impulsionando mudanças em ambientes industriais, como as fábricas da Steelcase. Com o avanço das tecnologias, será possível prever falhas e apontar necessidades de manutenção em máquinas, por exemplo, e vai além: para ela, será possível aproveitar a potência e o valor da conectividade e do 5G também nos locais de trabalho. Para ela, as ideias que serão obtidas com a conexão e análise dos dados da fábrica e do escritório melhorarão não só os processos industriais, mas também as nossas vidas diárias.
 

Foto: StartupStockPhotos/Pixabay