Você já teve a sensação de que mora em São Paulo, mas que na verdade não conhece a cidade?

Ultimamente temos ouvido muito falar da cracolândia e as intervenções que por lá tem ocorrido. Queremos aproveitar este momento para mostrar que no centro de São Paulo, e até mesmo na cracolândia, possuem uma grande bagagem Arquitetônica e Cultural.

A Cracolândia se encontra na região da Santa Efigênia, no coração do Centro de São Paulo.

As estações de trem permanecem como marcos arquitetônicos de sua paisagem: há o edifício da Estação da Luz, de 1901 (que substitui a primeira construção de 1867); o prédio que sediou a estação da Sorocabana, projetado por Ramos de Azevedo e iniciado em 1914, hoje transformado no Museu do Imaginário do Povo Brasileiro; além da Estação Sorocabana, conhecida como Julio Prestes, concluída em 1938, criada pelo escritório de Samuel e Cristiano Stockler das Neves em 1926.

Na região da Cracolândia estão várias construções remanescentes do século 19 e das primeiras décadas do século 20 aguardando homologação do tombamento pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), ou tombamento definitivo pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Compresp).

municipalsp3

Teatro Municipal

Com seus prédios dos mais diversos estilos, formas e tamanhos, São Paulo possui um verdadeiro acervo cultural ao ar livre. Caminhar pelo centro é ver a história da cidade ser contada por suas construções, manifestações concretas das transformações pelas quais passou uma vila que, até 1872, tinha pouco mais de 30 mil habitantes e era restrita ao Triângulo Histórico (cujos vértices são o Mosteiro de São Bento, a Igreja de São Francisco e a Igreja da Ordem Terceira do Carmo) até se converter na atual metrópole de 16 milhões de habitantes.

Catedral da Sé, Liberdade (bairro Oriental), Páteo do Collegio, Pinacoteca do Estado, teatro e mercado municipal, estação da Luz e Júlio Prestes, edifícios Copan e Itália, Centro Cultural São Paulo, MASP e muitos outros pontos

Estação da Luz
Estação da Luz
Pinacoteca
Pinacoteca
Patio do Colégio
Patio do Colégio
Catedral da Sé
Catedral da Sé

 

Do Pátio do Colégio, que nos remete à época da colonização, até o contemporâneo pórtico da Praça do Patriarca, passando pela imponência de edifícios como o Teatro Municipal e o Altino Arantes, o turista que chega a São Paulo é facilmente atraído pela arquitetura – e um simples passeio pelas ruas paulistanas já lhe garante uma experiência fascinante.

Há alguns anos atrás a prefeitura elaborou um projeto para remodelar a região. Os casarões antigos, agora cortiços, seriam recuperados e, com menos apartamentos por andar, seriam entregues à população de baixa renda. Prédios comerciais e residenciais seriam reformados e, depois, vendidos com financiamento mais generoso.

Edifício Martinelli
Edifício Martinelli
Edifício Copan
Edifício Copan
Edifício Altino Arantes
Edifício Altino Arantes

 

Pelo projeto, imóveis seriam demolidos. No lugar, surgiriam duas grandes praças, cada uma do tamanho aproximado de dois campos de futebol. Essas áreas de lazer e convivência se ligariam à Sala São Paulo, ao Dops, à Universidade Livre de Música, ao jardim da Luz, à estação da Luz (futuro Memorial da Língua Portuguesa) e à Pinacoteca do Estado. Já é plano da prefeitura unir por meio de calçadão todas essas instalações, integrando-as como se fossem um só parque cultural. O projeto não foi executado.

Desta forma, nós da LPA convidamos a todos a passear pelo centro de São Paulo e conhecer sua beleza arquitetônica.

Acesse o link do guia do IAB ( instituto de arquitetos do Brasil ) com alguns roteiros que você consegue seguir pela Web no celular e tem a explicação de cada prédio.

http://www.passeiosiabsp.com.br/